• Instagram
  • Wix Facebook page
  • Wix Google+ page
whatsapp-logo.png
whatsapp-logo.png

A paixão pelos negócios e a arte

de voar é o que nos move !

Mapa do Site

Contato

(11) 5199-0676

(48) 9.9975-1524

contato@helibrazhelicopteros.com.br

Helibraz Helicópteros 2015 ®

Helicópteros na Agricultura

 

 

Atualmente a área agricultável utilizada no Brasil é de aproximadamente 70 milhões de hectares, correspondendo a menos de 8% do território nacional, porém, existem ainda cerca de 500 milhões de hectares de áreas disponíveis para a agricultura a serem utilizadas.

 

Conforme levantamentos preliminares recentes, o mercado potencial imediato para helicópteros destinados às aplicações de insumos agrícolas no Brasil é para 50 aeronaves, levando-se em conta o interesse já manifestado por grandes empresas de reflorestamento para a indústria de papel e celulose.

 

Contudo, esse mercado para os helicópteros poderá ser projetado para até 500 aeronaves nos próximos dez anos. Para tanto, levamos em conta as necessidades imediatas de expansão da cultura da cana-de-açúcar (SP), das áreas de reflorestamento para indústria (SP, MG e ES) e o interesse de grandes orizicultores (RS) e das extensivas áreas de frutíferas por todo o país.

 

Agricultura no Brasil

 

Atualmente a área agricultável utilizada no Brasil é de aproximadamente 70 milhões de hectares, correspondendo a menos de 8% do território nacional, porém, existem ainda cerca de 500 milhões de hectares de áreas disponíveis para a agricultura a serem utilizadas.

 

Conforme levantamentos preliminares recentes, o mercado potencial imediato para helicópteros destinados às aplicações de insumos agrícolas no Brasil é para 50 aeronaves, levando-se em conta o interesse já manifestado por grandes empresas de reflorestamento para a indústria de papel e celulose.

 

Contudo, esse mercado para os helicópteros poderá ser projetado para até 500 aeronaves nos próximos dez anos. Para tanto, levamos em conta as necessidades imediatas de expansão da cultura da cana-de-açúcar (SP), das áreas de reflorestamento para indústria (SP, MG e ES) e o interesse de grandes orizicultores (RS) e das extensivas áreas de frutíferas por todo o país.

 

 

 

 

Ecologicamente Correto

 

A habilidade incomparável do helicóptero para aplicar substâncias químicas em velocidades reduzidas e sua manobrabilidade nos campos em topografias adversas, faz dele a máquina mais indicada para o trabalho de pulverização aérea nesta nova era de consciência ambiental.

Nestes casos, a utilização do helicóptero é a opção mais objetiva devido às seguintes razões:

 

1) Deriva reduzida devido ao efeito downwash: As gotas, quando saem das pontas de pulverização instaladas na barra de pulverização do helicóptero, são empurradas para baixo devido ao efeito downwash produzido pelas hélices do rotor do helicóptero. Também o efeito de vórtice, responsável pela perda de gotas pequenas (< 150 µm), muito observado nas pontas das asas dos aviões agrícolas é quase inexistente nos helicópteros, devido às suas baixas velocidades nas aplicações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Efeito "DownWash"

 

 

O efeito downwash propicia  ao helicóptero um maior controle sobre o material a ser aplicado. O aproveitamento do efeito downwash para melhorar a deposição e distribuição das gotas em um campo específico, somando a utilização de bicos de pulverização com tecnologia para redução de deriva, tornam muito reduzidas às chances de a pulverização alcançar campos vizinhos e provocar danos em culturas não-alvo.

 

 

2) Controle preciso da largura da faixa de aplicação: Manobrabilidade, baixas velocidades de vôo, excelente controle do tamanho das gotas, controle do volume aplicado por fluxômetro e sistema de navegação satelital - GPS conferem ao helicóptero uma vantagem significativa em relação a todos os equipamentos de aplicação competidores.

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Helicóptero equipado com GPS

 

 

O Sistema de navegação satelital GPS é uma avançada ferramenta para balizamento aéreo que fornece ao piloto do helicóptero aplicador, informações exatas de direção, com resultados  comprovadamente seguros. Uma vez estabelecida a faixa de aplicação o sistema orienta o piloto a seguir uma linha de vôo pelo monitor de movimentos, registrando no mapa digital todo o percurso realizado na aplicação do agroquímico.

 

3) Habilidade para operar com precisão dentro dos limites do campo (Curvas de Reversão): As curvas de reversão com o helicóptero tem o ganho de 22 segundos comparados ao do avião agrícola. Com essa manobrabilidade vem a capacidade para evitar vôos em cima de estradas, residências, lagos e outros ambientes naturais sensíveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Menor tempo nas curvas de reversão.

 


 

4) Capacidade de pouso para recarga e reabastecimento dentro dos limites de campo: A equipe de apoio, utilizando reservatórios de água e tanques de pré-mistura de agroquímicos para a recarga, próximo às áreas de aplicação, possibilita ao helicóptero pousar dentro da área de aplicação e evitar vôos em ambientes naturais sensíveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O helicóptero não necessita pista de pouso para recarga e abastecimento.

 

 

Versatilidade do Helicóptero nas Aplicações Aéreas

 

Versatilidade: É um atributo do helicóptero muito importante para o sucesso dos trabalhos de aplicação aérea. Essa característica gera uma gama extensiva de oportunidades:

 

1) Aplicação em Hortaliças, Vinhedos, Pomares e Florestas.
2) Aplicação de Agroquímicos, Fertilizantes e Sementes.
3) Aplicação em áreas inundadas de difícil acesso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                               Helicóptero aplicando agroquímicos                                                    Helicóptero aplicando fertilizantes                                             

       


 

Equipamento Multi-Uso: Quando não utilizado nas operações de aplicações aéreas, o helicóptero pode ser utilizado em outras atividades, realizando outros trabalhos, otimizando seus custos. A instalação do sistema de pulverização leva apenas entre 15 a 20 minutos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Helicóptero equipado com HELIPOD de pulverização

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O HELIPOD de pulverização pode ser instalado em 15 minutos

 

 

 

Vôo de Contorno: Até mesmo em terreno montanhoso o helicóptero, com seu controle de altura vertical altamente responsivo, pode manter uma velocidade de operação constante e ainda obter uma igualdade de cobertura química. A aeronave é extremamente responsiva em todo o seu eixo de movimento. Helicópteros podem cobrir os campos irregularmente amoldados e inacessíveis para outras formas de plataformas aéreas.

 

Fotos a seguir: Helicóptero Aerospatiale SA315B Lama pulverizando agroquímicos em videiras, acompanhando as ondulações do terreno e a visão do piloto da área de aplicação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aerospatiale SA315B Lama pulverizando videiras em Flanthey na Suíça

 

 

O Helicóptero pulverizando culturas em áreas montanhosas, com relevo extremamente adverso a qualquer tipo mecanização, consegue desenvolver um rendimento operacional de 60 hectares pulverizados em uma hora. Essa mesma área de 60 hectares precisaria de, no mínimo, 10 operadores com bombas costais manuais (20 litros) para ser aplicada num período aproximado de 15 dias.

Interatividade: Os produtores têm a possibilidade de efetuar vôos e da cabine mostrar ao piloto os limites de campo, manchas de alta infestação na cultura e até opinar e participar do planejamento da aplicação. Muitos contratos de aplicação são estendidos ou renovados em função desse bom relacionamento que se desenvolve entre o produtor e a equipe de aplicação do helicóptero.

 

Aplicações Especializadas

 

Aplicações agrícolas especializadas para as quais o helicóptero está exclusivamente qualificado:

 

1) Secagem de frutos: prevenir o apodrecimento ou manchas. Ex: cerejas (primeira utilização do helicóptero nos EUA, no Estado de Oregon, na década de 40).

 

2) Utilizar o "Efeito DownWash" no combate à geada. Ex: Cinturão da laranja nos EUA - Evitou bilhões de dólares em prejuízo na década de 80.

 

3) Polinização na cultura do milho e na videira. Experiências demonstraram um aumento significativo na produtividade dessas culturas, resultado de uma melhor polinização ocasionada pelo efeito downwash do rotor do helicóptero.

 

4) Videografia aérea e foto infra-vermelho: Detecção de deficiências nutricionais nas plantas e monitoramento do nível de infestação de insetos, doenças e plantas daninhas em diversas culturas através de fotos aéreas infra-vermelho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    Foto aérea da cultura             Detecção de Doenças             Detecção de Plantas Daninhas

 

 

 

A videografia aérea é uma técnica que utiliza foto infravermelho para a avaliação, detecção e prevenção de problemas na agricultura e no manejo de áreas naturais.

Etapas do processo:

 

1) A câmera (infravermelho) instalada no helicóptero capta as imagens.


2) As imagens são enviadas à central de processamento (comunicação por satélite).


3) Após serem analisadas, as informações retornam ao computador do helicóptero.


4) O helicóptero, orientado pelo GPS, realizará as aplicações dos inseticidas, fungicidas, herbicidas ou fertilizantes, em locais específicos em doses diferenciadas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Monitoramento de culturas utilizando helicópteros

 

 

6) Heli-Hydrosseding – Aplicação aérea com helicóptero de uma biomassa (sementes, água, hidrogel, nutrientes e fibras fixadoras) antierosiva, objetivando a recuperação de áreas agrícolas degradadas pela erosão. 

 

 


Helicópteros aplicando Hydroseed em áreas com erosão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Área com erosão                             Área aplicada Hydrossed

 

 

 

 

Equipamentos de Apoio

 

O sucesso do trabalho de aplicação aérea com helicópteros depende em grande parte da disponibilidade e flexibilidade de seu equipamento móvel de apoio. O helicóptero é capaz de um alto rendimento operacional no trabalho de aplicação se o equipamento de apoio é projetado corretamente para o trabalho.

 

Caminhões com reservatório de água, veículo-oficina para reparos rápidos e tanques de pré-mistura de calda com agroquímicos são exemplos de equipamentos de apoio.

 

A equipe de apoio deve estar sempre preparada para garantir que o helicóptero permaneça o menor tempo possível no solo durante os reabastecimentos dos defensivos agrícolas, dos fertilizantes e do combustível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Equipe de apoio durante as aplicações de agroquímicos

 

 

 A maior parte dos helicópteros durante os trabalhos de fertilização aérea não chegam a pousar no solo no momento dos reabastecimentos das cargas. A eficiência na comunicação entre a equipe de apoio e o helicóptero, caso haja necessidade de mudanças na programação dos trabalhos, é determinante para a otimização do tempo nas aplicações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Equipe de apoio durante as aplicações de fertilizantes

 

Potencial de Mercado

 

O helicóptero, na maior parte das operações aeroagrícolas, é a aeronave com melhor índice de custo benefício, não só por causa da qualidade do trabalho, mas também por causa do problema crescente de urbanização.

 

A grande vantagem do helicóptero sobre todos os concorrentes aéreos e terrestres, é o maior aproveitamento do tempo efetivo da pulverização. O helicóptero permanece mais que 60% do tempo total aplicando durante os trabalhos aéreos, enquanto o avião agrícola permanece 35% e os meios terrestres menos de 30%.

 

Nos Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Japão e em muitos países da União Européia, a capacidade de funcionamento do helicóptero com segurança, precisão e alto rendimento operacional são fatores determinantes em sua escolha para os trabalhos de aplicação aérea.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            Planejamento                                                  Tecnologia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

          Aplicação                                                     Resultados

 

 

 

No Brasil, as grandes empresas de reflorestamento industrial estão interessadas em realizar testes de aplicações com helicópteros, objetivando analisar o custo benefício da aplicação aérea de fertilizantes, fungicidas e inseticidas em relação às aplicações terrestres, geralmente realizadas manualmente, e com baixo rendimento operacional.

O interesse dessas empresas de reflorestamento para indústria por tecnologias de aplicação com alto rendimento operacional tem como fundamento as perspectivas de aumento das áreas de plantio dessa cultura. Estima-se que a área de plantio de reflorestamento no Brasil deverá aumentar de 6 milhões de hectares para 11 milhões de hectares nos próximos 5 a 7 anos.

 

Outras culturas também poderão ser beneficiadas pelo trabalho da aplicação aérea com helicópteros, como é o caso da cana-de-açúcar, onde a aplicação área de um hormônio (maturador) de crescimento acelera o ciclo da cana e seca a cana no momento ideal de concentração de sacarose, antecipando em aproximadamente um mês a colheita. Esse aumento da sacarose, com certeza, paga os custos da operação com os helicópteros.

 

O mercado interno e das exportações, exigem um aumento imediato da área de plantio de cana-de-açúcar de 6 milhões de hectares para 9 milhões de hectares nos próximos 3 a 5 anos. Será imprescindível o uso do helicóptero nos trabalhos de aplicação de insumos agrícolas rápidos e precisos para conseguir esse aumento da área de plantio da cana.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Robinson R-44 pulverizando a cultura da cana-de-açúcar (Austrália)

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Robinson R-44 durante a recarga de agroquímicos (Austrália).

 

 

 

 

Considerações finais

 

Os Helicópteros na Agricultura

 

Os helicópteros na agricultura, além de desempenharem com grande precisão e segurança as operações de aplicação de agroquímicos, fertilizantes e sementes, poderão também realizar trabalhos de colheita e transporte de árvores (Heli-Looging) em áreas de reflorestamento sustentável, combate aos incêndios florestais (Heli-Tankers), monitoramento de rebanhos, agrupamento de eqüinos e bovinos (Heli-Mustering) e muitas outras atividades de grande importância para o desenvolvimento da agropecuária brasileira.

 

 

 

 

 

 

 

Agradecimentos

ABRAPHE
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE PILOTOS DE HELICÓPTEROS

 

www.abraphe.org.br

 

Informações sobre o autor:

Manoel Ibrain Lobo Junior

  • Engenheiro Agrônomo, consultor e especialista em tecnologia de aplicação de agroquímicos.

  • Ministra cursos, treinamentos e palestras sobre tecnologia de aplicação aérea e terrestre.

  • Realiza avaliações de pulverizadores, aeronaves agrícolas e análise de risco de perdas por deriva nas pulverizações.

  • Desenvolve projetos de monitoramento da qualidade das aplicações de agroquímicos e adequação dos pulverizadores de acordo com as normas internacionais do protocolo GlobalGAP (Boas Práticas Agrícolas).

  • Professor do Curso de Pilotos Agrícolas da EJ Escola de Aeronáutica Civil Ltda. (www.ej.com.br), ministrando as matérias “Tecnologia de Aplicação Aérea”, “Planejamento Operacional”, “Usos Especiais da Aviação Agrícola”, “Regulagem e Calibração de Aeronaves Agrícolas”, dentre outras.

  • Consultor Técnico-Comercial para diversas empresas fabricantes de pulverizadores, fabricantes de bicos de pulverização, controles eletrônicos de pulverização, componentes de barras, acessórios para monitoramento da qualidade das pulverizações e outros.

  • Consultor da empresa Kraüss Aeronáutica (www.kraussaero.com.br), fabricante nacional de aviões agrícolas, fazendo parte da equipe técnica de desenvolvimento do projeto do novo avião agrícola KA-01.

  • É auditor GlobalGAP IFA - Instituto Genesis – IGCert (www.institutogenesis.org.br), membro do GlobalGAP National Technical Working Group (GlobalGAP NTWG).